Be Holy As I Am Holy

by Fr. Rufus Pereira

It was in the year of King Uzziah's death (a great and good king, but who unfortunately was punished by God with leprosy for offhandedly not respecting the holiness of the temple worship), that the prophet Isaiah, who was close to the King and may have been dismayed by his divine punishment, had a vision of God in the temple surrounded by angels who cried out to one another, "Holy, holy, holy is the Lord God". And then Isaiah became aware of his own sinfulness too in the presence of such a holy God, "I am lost, for my eyes have looked at Yahweh, the King, I, a wretched man of unclean lips." Then one of the seraph angels took a burning coal from the altar and touched the mouth of Isaiah saying, "Now your sin is taken away and your iniquity is purged" (Is 6:1-7). This experience had made such a great impact on Isaiah that in his prophecy he constantly refers to God as the Holy One, more than any other book of the Bible does. He must have called to mind then what God says in Leviticus, the OT book on holiness, "The LORD said to Israel through Moses, 'I am the LORD your God. I am holy, and you must be holy too.'" (Lev 19:2).

Be holy as I am holy

God is holy:
This Holy God therefore speaks his holy word (Jer 23:9), he remembers his holy promise (Ps 105:42), he stretches forth his holy arm (Is 52:10), he is jealous of his holy name (Lev 20:3). The place where he appears is holy ground (Ex 3:5), anything set apart for his sacred use is holy, persons connected with these holy places and holy services are holy, and times given to worship are holy (Ex 12:16; 16:23 Is 58:13). Jesus himself at his conception was called the Holy One of God and the devil too recognized and acclaimed him as such, "I know who you are" (Mk 1:24). Jesus even threw a challenge to his detractors, "Can any one of you convict me of sin?" (Jn 8:46), while Pilate could find no case against him in spite of all the accusations made by the religious leaders (Jn 18:38). Hence Jesus addressed God as 'Holy Father' (Jn 17:11) and taught his disciples to pray that the name of their Father God may be held holy and to ask him to give them the Holy Spirit (Lk 11:2,13).

And you must be holy:
God is holy - and Christ died for the Church to make it holy. Hence both his people are to be a holy nation (1 Pet 1:15; 2:9; Eph 5:26), as well as individual Christians, his children, created in his image, are to be called the 'saints' (holy) (Rom 1:7; 1 Cor 1:2), - purified by the Holy Word of God that challenges them (Jn 17:7), and sanctified by the Holy Sacrifice of the Mass that enables them, to acknowledge their sins, not only in deeds but in words and even in thoughts, and not only in what they have done but also in what they have failed to do, while the 'holy kiss', in the early church, was a seal of holy fellowship (1 Cor 16:20). Thousands have thus answered the call of God to become holy, as he is holy, and have lived such holy lives that the Church has even officially recognized them as holy (canonized them). And so as both the one who makes men holy and those who are made holy are of the same family, Jesus is not ashamed to call them openly his brothers (Heb 2:11).

Be perfect as your Father is perfect
While in the Old Testament God the Father calls us to be holy as he is holy, in the New Testament Jesus his Son calls us to be perfect as his and our Father is perfect.

God is perfect:
perfect in his way, in his word, and in his works. He is a faithful God, upright and just, who does no wrong, though in contrast Israel "has acted foolishly and corruptly toward him. He is their Father and Creator, but to their shame they are no longer his children, but a warped and crooked generation" (Deut 32:4-6). Jesus therefore came to show by word and example how his disciples should respond to a perfect God and Father. At the beginning of his ministry, on their urging him to eat, he replied, "My food is to do the will of the one who sent me, and to do it perfectly" (Jn 4:34), and at the end of his life and ministry he could state, "Done" (Jn 19:30).

And you must be perfect:
Once a rich young man came and asked Jesus, "What must I do to have eternal life". "Keep the commandments", he was told. "I have kept all these from my earliest days till now", he answered, "What more do I have to do?" Jesus looked at him with love and said, "There is still one thing you lack. If you wish to be perfect, then go and sell everything you own and give the money to the poor and you will have treasure in heaven; then come, follow me" (Mt 19:14-22). For Jesus made it clear to his disciples, "If your virtue goes no deeper than that of the Scribes and Pharisees, you will never get into the kingdom of heaven" (Mt 5:20). Thousands of men and women have done this down the centuries, following the poverty Gospel rather than the prosperity Gospel.

Again to those whose religious convictions led them to love their neighbor but to hate their enemy, Jesus declared, "I tell you however: Love your enemies and pray for those who persecute you. In this way you will be sons of your Father in heaven, who looks after both bad men as well as good, and after honest and dishonest men alike. For if you love those who love you, what reward can you expect? Are not even the tax collectors doing that? And if you greet only your brothers, are you doing anything exceptional? Do not even pagans do that?" To Jesus the conclusion is obvious; "You must therefore be perfect just as your heavenly Father is perfect" (Mt 5:43-48). Thus Paul's ambition is to be made perfect, though he knows he is far from it (Phil 3:12-14), and to struggle with all his energy to make everyone perfect in Christ. (Col 1:28-29), - so perfect that they are never at fault in what they say (Jas 3:1), and are able to keep their whole body in check and to love so perfectly that there is no more fear (Jas 3:18).

Be compassionate as your Father is compassionate
Thirdly and finally we are called not only to be holy, as Leviticus, the Book of Holiness, enjoins us, by avoiding sin; and to be perfect, as Mathew's Gospel of Perfection commands us, by doing good; but to even imitate God our Father, as Luke's Gospel of Compassion urges us, by being tenderhearted.

God is compassionate:
Already in Exodus, the Old Testament book of God's compassion, God proclaims himself as "The LORD, but a God of tenderness and compassion, slow to anger, rich in kindness and faithfulness, maintaining love to thousands, and forgiving wickedness, rebellion and sin" (Ex 34:6,7). And in Nehemiah, the people themselves admit, "Our forefathers became arrogant and stiff-necked, forgot your wonders, refused to obey you and flouted your commands. But you are a God of forgiveness, gracious and compassionate. Therefore you did not desert them, even when they worshipped an image of a calf as their god and saviour, or when they committed awful blasphemies" (Neh 9:16-18).

And you must be compassionate:
It is in Exodus too that God calls on Israel to be compassionate, as he is compassionate. "If you lend money to any of my people among you who is needy, do not be like a moneylender, but charge him no interest. If you take your neighbor's cloak as a pledge, return it to him by sunset, because his cloak is the only covering he has for his body. What else will he sleep in? And if he cries out to me, I will hear him, for I am compassionate" (Ex 22:25-27). In stark contrast Jonah was very indignant and fell into a rage precisely because God showed mercy to the people of Nineveh. "That is why I was so quick to flee to Tarshish. I knew that you were a God of tenderness and compassion, slow to anger and abounding in love, who relents from sending calamity. Now, O LORD, please take away my life, for it is better for me to die than to live (as you want me to live - full of compassion like you)" (Jon 4:3).

But it is in Luke's Gospel of Compassion that Jesus spells out compassion as the heart of holiness and the pinnacle of perfection. "But I tell you: Love your enemies, do good to those who hate you, bless those who curse you, pray for those who treat you badly. If you love those who love you, what credit is that to you? Even sinners do that. And if you do good to those who are good to you, what credit is that to you? Even sinners do that. And if you lend to those from whom you expect repayment, what thanks can you expect? Even sinners lend to sinners, expecting to be repaid in full. Instead, love your enemies and do good to them, and lend without any hope of return. Then your reward will be great for you will qualify to be sons of the Most High, since he himself is kind to the ungrateful and the wicked. Therefore be compassionate as your Father is compassionate" (Lk 6:27-36).

On the last day God will judge the perfection and even the holiness of our lives by our compassion (Mt 25:31-46). For God is holy, God is perfect, but above all God is compassionate, - in fact God is Love, and He has called us not only to be holy and perfect but to be compassionate, for anyone who lives in love lives in God, and God lives in him (1Jn 4:16).

Seja santo como Eu sou santo

por Pe Rufus Pereira

Foi no ano da morte do rei Uzias (um grande e um bom rei, mas que, infelizmente, foi punido por Deus com lepra para offhandedly não respeitar a santidade do culto do templo), que o profeta Isaías, que estava perto do rei e pode foram consternados com sua punição divina, teve uma visão de Deus no templo cercado por anjos, que gritou para o outro: "Santo, santo, santo é o Senhor Deus". E então Isaías tornou-se consciente de sua própria pecaminosidade também na presença de um Deus tão santo: "Estou perdido, porque os meus olhos olhou para o Senhor, o Rei, eu, um homem miserável de lábios impuros". Então, um dos anjos serafim tomou uma brasa viva do altar e tocou a boca de Isaías, dizendo: "Agora, o seu pecado é tirado e sua a iniqüidade é perdoada" (Is 6: 1-7). Esta experiência fez um impacto tão grande sobre Isaías que, em sua profecia, ele constantemente se refere a Deus como o Santo, mais do que qualquer outro livro da Bíblia. Ele deve ter chamado a atenção para, em seguida, o que Deus diz em Levítico, o livro OT em santidade ", disse o SENHOR a Israel por meio de Moisés:" Eu sou o Senhor vosso Deus. Eu sou santo, e você deve ser santo também. "(Lev 19: 2).

Sede santo como eu sou santo

Deus é santo:
Assim, este Deus Santo fala a sua santa palavra (Jer 23: 9), ele se lembra de sua santa palavra (Sl 105: 42), ele estende seu braço santo (Is 52:10), ele está com ciúmes de seu santo nome (Lev 20 : 3). O lugar onde ele aparece é terra santa (Ex 3: 5), tudo separado para seu uso sagrado é santo, pessoas ligadas a esses lugares santos e serviços santos são santos, e os tempos são dadas a adoração santa (Ex 00:16; 16:23 é 58:13). O próprio Jesus na sua concepção foi chamado o Santo de Deus eo diabo também reconhecida e aclamada como tal, "Eu sei quem você é" (Mc 01:24). Jesus ainda lançou um desafio para seus detratores, "Pode qualquer um de vocês me condenar de pecado?" (Jo 8:46), enquanto Pilatos poderia encontrar nenhum caso contra ele, apesar de todas as acusações feitas pelos líderes religiosos (Jo 18:38). Por isso Jesus se dirigiu a Deus como "Santo Padre" (Jo 17:11) e ensinou seus discípulos a orar para que o nome de seu Pai Deus pode ser realizada santo e pedir-lhe para dar-lhes o Espírito Santo (Lc 11: 2,13) .

E você deve ser santo:
Deus é santo - e Cristo morreu para a Igreja para torná-lo santo. Assim ambas as pessoas estão a ser uma nação santa (1 Pe 1:15; 2: 9; Ef 5:26), assim como os cristãos, individualmente, seus filhos, criados à sua imagem, estão a ser chamado de 'santos' (santo) (Rm 1: 7; 1 Coríntios 1: 2), - purificado pelo Santa Palavra de Deus que os desafia (Jo 17: 7), e santificados pelo Santo Sacrifício da Missa que lhes permite, a reconhecer seus pecados , não só em ações, mas em palavras e até mesmo em pensamentos, e não apenas no que eles fizeram, mas também no que eles não conseguiram fazer, enquanto o "ósculo santo", na igreja primitiva, era um selo da santa comunhão (1 Coríntios 16:20). Milhares de pessoas, assim, responderam ao chamado de Deus para se tornar santo, como Ele é santo, e viveram vidas tão sagrados que a Igreja reconheceu-los ainda oficialmente como santo (canonizado eles). E assim como tanto o que santifica como os que são santificados, são todos da mesma família, Jesus não se envergonha de chamá-los abertamente seus irmãos (Hb 2:11).

Sede perfeitos como o vosso Pai é perfeito
Enquanto no Antigo Testamento, Deus Pai nos chama para sermos santos como Ele é santo, no Novo Testamento, Jesus seu Filho nos chama a ser perfeito como seu e nosso Pai é perfeito.

Deus é perfeito:
perfeito em sua forma, em sua palavra, e em suas obras. Ele é um Deus fiel, justo e reto, que não faz mal, embora em contraste Israel "agiu estupidamente e corruptamente para com ele. Ele é o seu Pai e Criador, mas a sua vergonha eles não são seus filhos, mas um deformado e geração perversa "(Dt 32: 4-6). Portanto, Jesus veio para mostrar por palavras e exemplo de como seus discípulos deveriam responder a um Deus perfeito e Pai. No início do seu ministério, em sua instando-o a comer, ele respondeu: "Meu alimento é fazer a vontade daquele que me enviou, e fazê-lo perfeitamente" (Jo 04:34), e no final do sua vida e ministério, ele poderia afirmar, "Done" (Jo 19:30).

E você tem que ser perfeito:
Uma vez que um jovem rico veio e perguntou a Jesus: "O que devo fazer para ter a vida eterna". "Guarda os mandamentos", disseram-lhe. "Eu tenho guardado tudo isso desde os meus primeiros dias até agora", ele respondeu: "O que mais eu tenho que fazer?" Jesus olhou para ele com amor e disse: "Ainda há uma coisa te falta Se queres ser perfeito, vai, vende então tudo que você possui e dê o dinheiro aos pobres e terás um tesouro no céu;. Depois, vem e siga-me "(Mt 19: 14-22). Para Jesus deixou claro a seus discípulos: "Se a sua virtude não vai mais fundo do que a dos escribas e fariseus, você nunca vai entrar no reino dos céus" (Mt 5:20). Milhares de homens e mulheres têm feito isso ao longo dos séculos, seguindo a pobreza evangélica ao invés do Evangelho da Prosperidade.

Novamente para aqueles cujas convicções religiosas levou-os a amar o próximo, mas odiar seu inimigo, Jesus declarou: "Digo-vos porém: Amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem Desta forma, você vai ser filhos de seu Pai que está nos céus. , que cuida de homens maus, assim como boa, e depois de homens honestos e desonestos igualmente. Porque, se amais os que vos amam, que recompensa você pode esperar? não são mesmo os cobradores de impostos que fazem isso? e se você apenas cumprimentar o seu irmãos, você está fazendo nada de excepcional? não mesmo os pagãos fazem isso? "Para Jesus, a conclusão é óbvia; "Você deve, portanto, ser perfeitos como vosso Pai celeste é perfeito" (Mt 5: 43-48). Assim ambição de Paulo é para ser aperfeiçoados, mas ele sabe que ele está longe disso (Fp 3: 12-14), e lutar com toda a sua energia para fazer todo homem perfeito em Cristo. (Col 1: 28-29), - tão perfeito que eles nunca estão em falta no que dizem (Tg 3: 1), e são capazes de manter todo o seu corpo em cheque e amar tão perfeitamente que não há mais medo (Tg 3:18).

Seja compassivo como o vosso Pai é misericordioso
Em terceiro lugar e, finalmente, somos chamados não apenas para ser santo, como Levítico, o Livro de Santidade, nos exorta, por evitar o pecado; e para ser perfeito, como Evangelho da Perfeição de Mathew nos ordena, por fazer o bem; mas ao mesmo imitar Deus, nosso Pai, como Evangelho da Compaixão de Lucas nos exorta, por ser compassivos.

Deus é compassivo:
Já em Êxodo, livro do Antigo Testamento da compaixão de Deus, Deus se proclama como "o Senhor, mas um Deus de ternura e compaixão, lento para a cólera, rico em bondade e fidelidade, mantendo o amor a milhares, e da maldade de perdão, a transgressão eo pecado "(Ex 34: 6,7). E em Neemias, o povo se admitir, "Nossos antepassados se tornou arrogante e de dura cerviz, esqueceu suas maravilhas, recusou-se a obedecer-lhe e desrespeitados seus comandos. Mas você é um Deus de perdão, clemente e compassivo. Por isso você não abandoná-los , mesmo quando eles adoraram uma imagem de um bezerro como seu Deus e Salvador, ou quando cometeram horríveis blasfêmias "(Neemias 9: 16-18).

E você deve ser compassivo:
É no Êxodo também que Deus exorta Israel a ser compassivo, como ele é compassivo. "Se você emprestar dinheiro a alguém do meu povo entre vocês que é carente, não ser como um agiota, mas acusá-lo sem interesse. Se você pegar a capa de seu próximo como uma promessa, devolvê-lo a ele por do sol, porque o manto é a única cobertura que ele tem para o seu corpo que mais ele vai dormir e se ele grita para mim, vou ouvi-lo, porque eu sou compassivo "(Ex 22: 25-27).?. Em forte contraste com Jonas estava muito indignado e caiu em uma raiva precisamente porque Deus usou de misericórdia para com o povo de Nínive. "É por isso que eu estava tão rápido para fugir para Társis. Eu sabia que você era um Deus de ternura e compaixão, lento para a cólera e cheio de amor, que se arrepende do mal. Agora, ó Senhor, por favor, tirar a minha vida, pois é melhor para mim morrer do que viver (como você quer que eu viva - cheio de compaixão como você) "(Jon 4: 3).

Mas é no Evangelho de Lucas de compaixão que Jesus explicita compaixão como o coração da santidade eo pináculo da perfeição. "Mas eu lhes digo:. Amai os vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam, bendizei os que vos maldizem, e orai pelos que vos tratam mal Se amais os que vos amam, que mérito há nisso você Até os pecadores fazem? isso. E se você fizer o bem daqueles que são bons para você, que mérito há nisso? Também os pecadores fazem isso. E se emprestardes àqueles de quem esperais receber, que agradecimento você pode esperar? Também os pecadores emprestam aos pecadores , espera ser reembolsado integralmente. em vez disso, amai os vossos inimigos e fazer o bem a eles, e emprestar sem qualquer esperança de retorno. Então, a vossa recompensa será grande para você se qualificará para sermos filhos do Altíssimo, porque ele próprio é uma espécie . para com os ingratos e os maus Portanto ser compassivos como o vosso Pai é misericordioso »(Lc 6: 27-36).

No último dia Deus julgará a perfeição e até mesmo a santidade de nossas vidas por nossa compaixão (Mt 25: 31-46). Porque Deus é santo, Deus é perfeito, mas acima de tudo, Deus é compassivo, - na verdade, Deus é amor, e Ele nos chamou, não só para ser santo e perfeito, mas para ser compassivo, para quem permanece no amor permanece em Deus, e Deus vive nele (1 Jo 4:16).

Nenhum comentário: