046 Como Manter a Oração


Como manter a oração
(clique no título para ouvir a palestra)
Por: Padre Rufus Pereira
Portanto você pode ver por você mesmo o quanto é importante remover esse terceiro bloqueio para a libertação. Nominalmente: o nosso envolvimento com o oculto ou com as práticas demoníacas.
E nós precisamos nos lembrar que freqüentemente o demônio não mostra a sua própria face: quase sempre ele permanece oculto.
Ele freqüentemente se manifesta somente quando está na presença de algo sagrado, algum local sagrado ou diante de uma pessoa constituída em autoridade.
É o que aconteceu no evangelho de São Marcos, capítulo 1.
Havia esse homem que parecia possuído por satanás e ninguém sabia que ele tinha essa possessão. Ele talvez durante toda a sua vida frequentou a sinagoga. E Jesus também com freqüência ia à mesma sinagoga. Mas quando Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do deserto, aqueles que estavam afetados pelo mal começaram a reagir à presença de Jesus, e o mal que estava presente nesse homem começou a gritar: “eu sei quem tu és, tu és o Santo de Deus!”.
Ele foi forçado a reagir à presença de Jesus e à presença ano do Espírito Santo. Na maioria do tempo ninguém saberia porque não havia manifestação, por isso as pessoas pensam que [o mal] não existe.
Da mesma forma nós não vemos os virus com os nossos olhos naturais, mas os vírus e os germes estão lá. Por isso as pessoas ficam doentes, porque elas não estão cientes da presença desses vírus, da mesma forma o mal fica escondido. Por isso as pessoas não acreditam na sua existência e com muita freqüência a bíblia também nos alerta que o demônio vem até como um anjo de luz: Até para enganar os eleitos e os apóstolos.
Virá como alguém que dará lindos ensinamentos, lindas palavra, como ele fez com os nossos primeiros pais e como ele fez também com Jesus: oferecendo tudo aquilo que uma pessoa precisa. Por exemplo o prazer de viver a vida a qualquer custo, possuir tudo o que é capaz de possuir, tendo um grande conhecimento e um grande poder. E nós sabemos que essas são freqüentemente as tentações do mal.

Como o demônio se apresenta:
Especialmente nos dias de hoje satanás se mostra como um anjo de luz, tanto do oriente como do ocidente. Do oriente vem muitos movimentos religiosos e filosofias que se supõem cristãs, mas na verdade são formas escondidas de malignidade.
Tome-se por exemplo as Testemunhas de Jeová: um movimento religioso muito perigoso e muito católicos estão deixando a igreja e se tornando um desses membros. Como a seita do reverendo Moon e outras tantas seitas e denominações.
O mundo inteiro está cheio dessas seitas que se dizem cristãs mas não são cristãs.
E também o mundo está cheio dessas práticas medicinais alternativas como Reiki ou Cura Plânica. Ou a bioenergética.
E o que é muito triste é que até mesmo padres e freiras têm usado essas coisas. Há muitas casas de retiro no mundo inteiro e que padres e freiras estão praticando essas técnicas questionáveis como a meditação transcendental, meditação zen, algumas formas de ioga.
E todas essas práticas são pelo menos questionáveis.
O que nós vivemos, que é chamado também no oriente como movimento “nova era”. E o movimento nova era nasceu na em dia. Portanto do meu país tem todo tipo de coisas vindo não só coisas, às vezes coisas não boas, mas também coisas boas como eu. (aplausos.)
Portanto o demônio também se apresenta como um anjo de luz.

A superstição é uma porta de entrada do inimigo:
E existem especialmente duas formas pelas quais ele pode atrair os católicos. Uma é a superstição, quando as pessoas apresentam mais fé num objeto do que em Jesus. Então, [alguns podem pensar que] quanto mais medalhas a pessoa tiver no pescoço mais santa ela será.
Caso: 40 crucifixos e medalhas:
Certa vez eu estava rezando por uma senhora na Índia que estava muito possuída, então eu percebi que tinha algo no seu pescoço que pulava. Então eu pedi que essa pessoa sentisse o que estava ali embaixo da sua blusa. Era uma irmã e quando ela tirou aquilo que estava no seu colar, ela tinha 40 medalhas e crucifixos e tudo o mais. E todas aquelas 40 medalhas, crucifixos e tudo o mais não a protegeram do poder de satanás
Então esses objetos religiosos podem ser podem ser, por causa da substituição, uma porta de entrada porque confiamos mais neles do que em Jesus e então esses objetos se tornam uma porta de entrada para o inimigo. Então eu me pergunto nos lugares onde vou no mundo. E especialmente sou perguntado por padres e freiras assim como acontece aqui também o, como pode essa pessoa que é de comunhão diárias ser possuída pelo demônio? Mas o que a bíblia diz?
São Paulo diz na carta aos coríntios, há pessoas que vêm receber o Senhor em comunhão e depois disso acabam se tornando doentes e até mesmo morrem. E por que? Porque elas estão recebendo a eucaristia sem uma fé real e sem um amor real no seu coração. Vem como se fosse uma rotina: “se todo mundo vai receber a comunhão então eu também vou receber a comunhão”.
Superstição abre a pessoa para a satanás.

A super-espiritualidade é outra forma de entrada do demônio:
Uma outra forma de abertura é a super-espiritualidade, como se fosse um espírito de religiosidade absurda. Quando você é um super religioso, religioso demais, quando você passa o tempo todo em encontros de oração e em oração e não faz uma xícara de chá para o seu marido. (Aplausos .)
Agora os maridos estão contentes. (Risos da platéia.)
É por isso que a minha mãe - desculpe mais uma vez por me referir a ela - tudo o que ela fez na vida foram três coisas:
1.      Ela esteve o tempo todo em casa cuidando de nós e cozinhando para nós. A melhor cozinha do mundo para mim. E mesmo hoje, quando me lembro dos seus pratos, minha boca se enche de água. Seu primeiro lugar era a casa, o lar.
2.      E também ela sempre tomava a nossa lição de casa da escola. Todos os dias quando chegávamos da esconda, ela supervisionava as tarefas da escola para ter certeza de que nós fizermos bem o nosso trabalho e se estávamos prontos para o dia seguinte.
3.      Em terceiro ela queria ter a certeza de que nós crescêssemos na fé católica com seriedade.
Ela nunca saía de casa, exceto para ir à igreja. Então a vida toda dela ela passou com essa fé, essa fé de quem cuida da casa, cuida dos filhos e foi tudo o que ela fez. E ela foi muito espiritual mas não super-espiritual, não naquilo que nós estamos chamando com espírito de super-religiosidade religiosidade.

Caso: a irmã que rezava muito
Certa vez uma irmã fez um retiro na renovação conosco e quando ela voltou para o convento ela não ia mais a escola ensinar as crianças. Ela passava o tempo todo na capela em oração e ela dizia: “o Senhor está me dizendo para que eu fique o tempo todo na capela em oração”.
Certamente a madre superiora estava brava e impediu a irmã de ir à renovação carismática. Então essa irmã foi tomada por esse espírito de super-religiosidade. E o que a bíblia diz? Que o Senhor não quer de nós sacrifício mas nossa obediência.
Caso: a irmã que ofendeu a madre geral.
Uma outra irmã também, após fazer um retiro com a renovação carismática, escreveu uma carta para a madre superiora dizendo à madre que tinha recebido uma mensagem de Deus, dizendo que tinha recebido uma palavra de ciência e de conhecimento de Deus, e “Deus está falando para mim que eu devo dizer à senhora, madre superiora, a madre geral, que a senhora tem que descer do seu pedestal”.
Você pode imaginar que a madre geral barrou a renovação carismática naquela congregação. Essa irmã se tornou uma super-espiritual e acreditando que Deus só falava com ela com todas essas palavras.
Dessa maneira, então que satanás aparece como um espírito de luz.

Santo maior que Jesus?
Às vezes quando estou na minha paróquia em Bombaim e as pessoas dizem para mim: “ah, eu ouvi dizer que tem um padre que tem um poderoso poder de cura” e aí eu digo para eles “ele não está aqui, ele está naquela outra paróquia ali” e mando para alguns outros padres da diocese.
Então, terminando esse assunto antes de continuar, para confirmar e reafirmar que as práticas ocultas muitas vezes estão abertas para nós através desse satanás que se disfarça em um anjo de luz.
Já ouviram falar de Sai Baba [Sathya Sai Baba, 1926-2011]? Chegou aqui no Brasil?
Apenas para contar para vocês que esse guru indiano está sendo considerado na Europa e nos EUA como o homem mais santo e para algumas pessoas estão considerando que ele é a encarnação de Deus. Mas para muitas outras pessoas estão considerando que é  uma encarnação de satanás. Infelizmente ele conseguiu muitos e muitos adeptos na Europa e na América.
Existe um professor na Universidade Gregoriana em Roma, um padre redentorista que escreveu um livro sobre Sai Baba. E está escrito nesse livro que Sai Baba é maior do que Jesus. (a platéia reage com murmúrios.) E ele é um professor da universidade  gregoriana onde muitos dos nossos bispos e padres recebem educação e é isso o que estava sendo ensinado lá. Então você pode perceber como nesses dias de hoje satanás se apresenta como um anjo de luz.

Cura e libertação não é amostra grátis:
Então quero dar um último ensinamento agora, dizendo a você que não é suficiente experimentar uma grande cura e uma grande libertação.
Eu preciso saber como manter essa cura e essa libertação, e acima de tudo, como um dar continuidade [dar manutenção] a essa cura. Por isso que pouco dos que se apresentaram e chegaram aqui este ano e o ano passado e há três anos atrás, que experimentaram realmente alguma cura, alguma libertação, voltaram desta vez porque o problema não terminou completamente, ou talvez os problemas até estão voltando porque não havia ainda uma libertação completa.
E existem muitas razões para que isso aconteça e uma delas é a seguinte:

A não descoberta da causa-raiz profunda:
Talvez porque quando eles me encontraram no ano passado ou no ano anterior, eles não tinham partilhado em profundidade as causas. Vi mesmo eles voltando este ano encontrei-me com eles duas ou três, a mesma pessoa, mas finalmente quando as causas profundas reais foram encontradas, então a cura e libertação foram completas.
Mesmo naqueles casos que já estiveram comigo do ano passado e no ano anterior. A com medo de caso isso não terminar nunca. Ás vezes eu fico pensando se não tem nada errado comigo ou talvez com a equipe que esteja rezando ou não corretamente.
Mas a razão é sempre exatamente esta: a causa profunda não foi profundamente encontrada. Por isso nós precisamos ouvir a palavra de Deus que está nesses ensinamentos sempre mais e mais vezes, porque esses ensinamentos que foram dados não foram dados para se ouvir uma vez e se esquecer. Eles foram dados para serem colocadas em prática.
Uma outra razão pela qual esses problemas às vezes permanecem ou então voltam é porque mesmo que as causas profundas tenham sido encontradas, os três bloqueios que foram ensinados não foram totalmente removidos. E então, quando esses três bloqueios são completamente removidos, então a cura permanente acontece e por isso é que nós precisamos saber como manter uma cura.
Então a resposta é semelhante à resposta de um outro tipo de pergunta e essa pergunta é:  “Por que eu perco a minha cura interior ou a minha libertação?”

Primeira causa de perder cura e libertação: parar de se arrepender e de perdoar.
A primeira razão é a seguinte: porque eu parei de perdoar e parei de pedir perdão e parei de rezar. Portanto, para manter a minha cura interior e a minha libertação, eu preciso continuar a me arrepender, eu preciso continuar a perdoar e preciso continuar a minha renúncia nas práticas ocultas, porque o arrependimento não é algo que acontece num instante, mas é uma atitude de vida.
Nós temos que nos arrepender até o momento de nossa morte, porque o arrependimento é uma constante mudança de direção buscando encontrar o caminho de Deus.
Portanto, especialmente se a pessoa ficou infelizmente muito envolvida no pecado, às vezes não é suficiente fazer uma boa confissão. Às vezes é necessário que até quase todos os dias esse arrependimento seja renovado.
É o aqui a Igreja nos convida a fazer no começo de todas as missas: “eu confesso a Deus todo poderoso e a meu irmão e minha irmã”. Com freqüência os padres dizem que a renovação carismática enfatiza demais o pecado e a culpa mas isso não é verdade, porque é a própria Igreja que nos convida para confessar todos os dias os nossos pecados sempre no início da missa, não porque nos fizeram tristes mas porque esse arrependimento nos faz ficar felizes como o filho pródigo. Na verdade tem que ser uma experiência de alegria.
Por isso Jesus diz que há mais alegria no Céu por um pecador que se arrepende do que por 99 justos.
A confissão é para ser uma expressão de alegria. E portanto é um tipo errado do culpa o que faz você ficar triste. O tipo correto de culpa lidera a alegria no seu coração.
De novo, também se eu foi muito, muito ofendido, eu preciso renovar o meu perdão com freqüência. E como eu sei se eu perdoei realmente aquela pessoa? Às vezes eu me sinto ainda com rancor. O melhor jeito de saber é quando você se percebe a si mesmo rezando pelas pessoas que te ofenderam. Se você está rezando com freqüência por aqueles que te ofenderam, então você vai ter a certeza de que você os perdoou. Mesmo que às vezes você se sinta magoado.
E ainda mais: se você foi muito envolvido no oculto e então você precisa renunciar a essas práticas ocultas não somente uma vez, mas com freqüência.
Então por isso que todos os anos, no tempo da páscoa, no sábado santo, a Igreja nos convida a fazer uma oração formal de renúncia e a renovação das nossas promessas de batismo.
Então nós temos que renovar a nossa renúncia das práticas ocultas com freqüência.
Isso é o que aconteceu com aquele jovem que veio dar testemunho, o Emerson. E eu estive com ele todos os dias nesses últimos dias. E ele somente sorri para mim me cumprimenta, mas eu ssabia que ele estava esperando para se encontrar comigo. Mas ele teve paciência: às vezes ele ficou ali embaixo o dia inteiro. E quando eu passava ele olhava para mim e eu dizia para ele “hoje não, talvez amanhã”. “Hoje não, amanhã”.
E ele foi paciente e quando ele veio para ser atendido, eu sabia que ele tinha um desejo de libertação completa. Eu sabia que o ano passado ele tinha experimentado uma libertação maravilhosa, mas houve algumas coisas que nós esquecemos no ano passado e ele me passou e ele falou de três coisas pequenas. Quando essas pequenas coisas foram trazidas a libertação aconteceu e foi completa. Mas isso com certeza aconteceu porque durante todo esse ano, como ele testemunhou, ele foi constantemente renunciando às práticas ocultas que ele fez.
Houve uma irmã que trouxe o sobrinho para receber oração e ele tinha câncer na língua, era uma coisa muito horrível de se ver. A sua língua estava enorme, sangrando e muito feia. Então nós rezamos por ele e dois meses depois essa irmã escreveu para mim dizendo que agora seu sobrinho estava completamente curado então ela acrescentou: mas agora ele deixou de ir à igreja e começou a beber, começou a bater na sua esposa e tantas e tantas outras coisas.
Então eu escrevi para aquela irmã dizendo “fale para o seu sobrinho que é pela gratidão a Deus que ele precisa mudar de vida”.
E outra, escrevi do evangelho de São João capítulo 5: quando Jesus curou aquele paralítico que estava a doente há 38 anos, depois que esse homem foi curado Jesus não disse ‘o meu trabalho terminou’. Jesus tinha muita preocupação ainda com esse homem e então Jesus falou com ele uma segunda vez. Então Jesus lhe disse algo muito, muito importante: “não peques mais para que algo pior não aconteça você” e colocando na nossa linguagem atual, Jesus estaria dizendo a ele: “agora que você está sendo curado, mantenha a sua cura mudando de vida.” (Aplausos.)
E eu disse a essa irmã para que ela falasse isso ao seu sobrinho. E, infelizmente, um mês mais tarde, essa irmã escreveu para mim e disse que o seu sobrinho tinha morrido. Num momento de raiva e furor uma veia no seu cérebro arrebentou e ele morreu sem receber os últimos sacramentos.
Portanto: para manter a minha cura e a minha libertação eu preciso continuar a me arrepender e perdoando e renunciando.

Segunda razão da perda de cura e libertação: parar de rezar e ler a bíblia.
A segunda razão pela qual eu perco a minha cura interior é porque eu parei de rezar e de ler a bíblia. Eu parei de manter meu relacionamento profundo com Jesus porque a cura para nós, cristãos, não é simplesmente tomar um remédio. A cura interior é ter a presença e a cura de Jesus conosco. É preciso manter meu relacionamento com Jesus, aquele que cura e liberta.
E como é que mantenho esse relacionamento? Comprometendo-me a mim mesmo a passar todos os dias um tempo em oração, especialmente a oração de louvor e adoração, como vocês têm feito aqui esses dias todos.
E eu preciso me comprometer a cada dia a gastar um pouco de tempo na leitura da palavra de Deus. Mesmo que você consiga ler um versículo da bíblia todos os dias, isso é o suficiente. (Aplausos.)
Porque quando eu leio as escrituras Deus está falando e eu estou escutando e quando dou tempo para a minha oração pessoal, eu sou quem fala e Deus está ouvindo. Então isto é relacionamento.
Suponha que um relacionamento matrimonial nem o marido e nem a esposa falam: não há relacionamento. Supunha que o marido e a esposa falem tudo juntos, ao mesmo tempo: não há relacionamento. Relacionamento é quando o marido fala a esposa escuta e quando a esposa fala o marido escuta.
É exatamente como deve ser nosso relacionamento com Jesus.
Então para manter a minha cura e a minha libertação eu preciso me comprometer a mim mesmo manter e dar um tempo para minha oração e a minha leitura da palavra. Amém. (aplausos.)

Terceira causa da perda da cura e libertação: parar de agradecer a Deus.
E a terceira e última razão pela qual eu perco a cura interior é porque eu parei de agradecer a Deus. Eu parei de dizer aos outros o que Deus fez por mim. E eu não me preocupo em ajudar os outros que têm problemas iguais aos meus. Portanto, para manter a minha cura e minha libertação, eu preciso agradecer ao Senhor todos os dias, não esquecendo aquilo que o Senhor fez por você.
E eu fiquei feliz porque o próprio Emerson (ver testemunho) me lembrou o que eu falei o ano passado sobre os dez leprosos. Só um leproso voltou para agradecer a Deus. E como que ele agradecia a Deus? De uma maneira silenciosa? Não! Ele estava gritando louvores ao Senhor enquanto caminhava pela rua. As pessoas talvez pensassem que ele fosse um louco e quando ele encontrou Jesus ele mesmo se jogou os pés de Jesus.
E o que é que Jesus disse para ele? Duas coisas: “onde estão os outros nove?”
Nós sabemos o que os outros nove deveriam ter feito: eles esqueceram Jesus, esqueceram Deus. Foram correndo ao templo somente para obter o certificado de que estavam curados e voltaram à vida para comemorar a cura.
Mas aquele um leproso veio primeiro agradecer a Deus e então o que é que Jesus diz a ele? Jesus não diz para ele: “olha estou muito feliz que você veio agradecer”. Não, Jesus não disse isso, Jesus disse para ele: “o fato de você ter vindo agradecer é um sinal de que você acredita que foi Deus que o curou e a sua cura vai permanecer”.
E os outros nove?
Eu, pessoalmente, acredito que a lepra deles voltou. (murmúrios na platéia.)
Então se você quer manter a cura que você recebeu, certifique-se de agradecer. Tenha certeza de agradecer não ao padre Rufus, mas a Deus. Amém. (aplausos.)
No final de um dos retiros em Bombaim eu costumo deixar uma frase e as palavras são: “eu costumo dar um cartão a cada um que faz os retiros, e se você esquecer de Jesus e somente se lembrar do padre Rufus, você perdeu tudo. Mas se você esquecer o padre Rufus e se lembrar de Jesus, você ganhou tudo”. (Aplausos.)

Testemunhar a cura é importante:
E uma razão pela qual eu posso perder a minha cura é porque eu não testemunho a cura.
Quando aquele homem que tinha sido possesso queria seguir Jesus, e talvez ele pensava se tornar um apóstolo como Pedro e Tiago, talvez ele imaginasse que pudesse ser como Jesus: pregando e curando em todos os lugares, o que seus disse ele? Vá mais devagar, primeiro você precisa crescer. Primeiro você precisa ir à sua família. Você precisa voltar a sua vila. E dizer a eles o que Deus fez por você em primeiro lugar. E não ir na grande praça pública pregar o evangelho.

Cuidados ao receber a cura: prepare-se antes de anunciar a cura
Quando eu entrei na renovação eu demorei bastante tempo para eu assumir este ministério.
-          No primeiro ano eu nem mesmo sabia fazer uma oração espontânea num grupo de oração.
-          Nos primeiros dois anos eu nem cheguei a pregar.
-          Nos primeiros três anos eu nunca rezei por ninguém.
-          Até o quarto ano eu não rezei por ninguém por libertação.
-          Somente crescendo na escola de Jesus e do seu discipulado.
-          Ainda querendo crescer na minha espiritualidade.
-          Quando o Senhor... eu percebi que o Senhor já tinha me preparado, então o Senhor começou a me usar.
-          E a partir daquele dia eu rezo por 10, 100, 500, por milhares de pessoas.
Então primeiro você tem que ter certeza que de que toda sua própria vida espiritual se tornou adulta. Não vá correndo para qualquer ministério sem antes ter certeza de que o Senhor está lhe dando a capacitação.
Então você pode fazer aquilo que o Senhor está chamando você a fazer.

Conclusão:
Mas antes verifique e testemunhe aquilo que o Senhor fez com você, porque o testemunho com freqüência tem mais poder do que o melhor sermão. E por que? O testemunho dá glória a Deus. O testemunho tem poder contra satanás. O livro do apocalipse diz: “os santos condenam satanás pelo sangue de Jesus. Mas também pela palavra do seu testemunho, o testemunho que confirma a fé daqueles que estão ouvindo”. E o testemunho também consolida a cura e libertação que você recebeu. Amém. (aplausos.)

Temos aqui o testemunho desta irmãzinha:
Oi, meu nome é Fabiana. Ontem, na hora da missa, eu estava na casa em que estávamos hospedadas. Na hora da cura que o padre Rufus estava fazendo, eu pedi para o Senhor curar o meu o joelho, porque tenho um problema genético e não podia nem ajoelhar. E ao mesmo tempo que eu estava pedindo na casa, minha mãe estava na missa pedindo e eu senti a dor, que estava sentido no joelho, ela desapareceu. E à noite eu vim aqui para a adoração do Santíssimo. E aí, na hora, eu pensei comigo: “que Jesus me curou mesmo, e eu vou ajoelhar”. E é uma coisa que eu nunca tinha feito antes, fazia muito tempo que eu não fazia, era ajoelhar. E eu ajoelhei e eu agradeci a Deus por ter me curado os dois joelhos. Obrigada. (Aplausos.)

2001 (2a. Temporada)
  1. Por que a Cura Interior è Necessária e Importante? - 01/10/2001
  2. Descobrindo os Mais Importantes Sofrimentos Emocionais - 01/10/2001
  3. Bendito o Fruto de Vosso Ventre + audio) - 01/10/2001
  4. Como Identificar as Causas dos Problemas Espirituais + audio) - 02/10/2001
  5. A Importância das Causas Profundas - 02/10/2001
  6. Removendo os Bloqueios da Falta de Perdão) - 02/10/2001
  7. Como Manter a Oração - 03/10/2001 <== você está aqui.
  8. Continuando a Própria Cura - 03/10/2001
  9. A Importância da Eucaristia na Cura Interior - 03/10/2001
  10. Ministério de Amor e Oração - 03/10/2001

3 comentários:

rone pereira de sousa disse...

Meu nome e Rone,tenho 27 anos,sou casado e pai de 2 filhos Emanuel de 7 anos e João miguel de 4 anos.Ha alguns anos venho tendo uma batalha espiritual muito grande.
Chego a me perder nunca consegui a ser constante na minha vida pessoal,financeiro,no trabalho e espiritual.
Quando nasci meus pais ja ea separados e não inha muitto contato com meu pai minhs mse muito nova e de familia humilde teve que trabalhar para me sustentar e fui educado por meus avos que me amou e educou com muito amor e reipeito sempre unidos.
Minha adolcencia foi terrivel aos 15 anos minha avó morreu e fiquei mais perdido estava morando em goiania com minha mae,irmã e meu padrasto que uma relação contubada minhs mae sempre foi uma mulher de fe mas muito reservada.
Aos 16 fumei meu primeiro cigarro de maconha e desde os meus 14 anos ja bebia e tambem fumava cigarro,comecei minha vida sexual cedo aos 15 para os 16 anos e fiquei com homens tambem.
Conheci minha esposa Bruna uma menina de 14 anos muito bonita a mulher que sempre pensei em ter apaixonei a primeira vista,sua mae uma mulher misteriosa com um passado escuro que nunca consegui enteder.
Com 6 meses estavamos morando juntos eu com 18 anos ela com 15anos,nós muito jovens e sem noções nenhuma da vida tinhamos uma relação muito explosiva entre brigas e amor,veio o nosso primeiro filho Emanoel e dai as brigas e as mentiras,traiçõs e maldades tambem vieram.
Neste tempo voltei a paroquia São jOÃO Batista ond conheci antes de casar,na escolinha d futebol atletas de Jesus a quem eu frequentava.
Foi um momento onde jesus nos de upaz e cura cuidava de nós.Mas a falta de oração e perdão,nos levou ao chão foi um momento de escuridão quanto na minha vida quanto na dela;
Fez de tudo de prostituição a vicio das drogas tivemos outros relacionamentos e muitas feridas se abriu.
Entre idas e voltas tivemos nosso 2 filho João Miguel,brigavamos sem parar e nesse tempo não me firmava em nada era um ze ninguem sem emprego sem carater e sem DEUS.
Um dia eu estava no futebol proximo a casa de minha mae terminou fui ate a casa dela e depois fui para o ponto de onibus e la com um cigarro na mão eu escultei DEUS falar comigo e prometi que iria mudar de vida.
Naquele dia busquei minhs mulher no ponto de onibus e disse que apartir daquele dia ia ser diferente,parei de beber e fumar e comecei a seuir a DEUS.
Tudo mudou dntro de 1 ano tinha um emprego muito bom carro,moto e minha familia estava reconstituida dos 18 aos 25 nao fez nada,dos 25 aos 27 fez tudo.
Agora estou perdido de novo me vejo como era e o pior minha vida de oração,jejum,sevir a DEUS acabou mas tenho certeza que DEUS vai segurar e vai me leevantar pois ele me ama com todo amor e vencerei junto dele esta batalha.PEÇO ORAÇOES PARA MINHA FAMILIA.

OBRIGADO E QU DEUS ABENÇOE.

carlosumdoistres disse...

Padre Rufus dizia que quando uma ovelha perdida é reencontrada todo o céu se manifesta de contente. Pare, respire fundo e manifeste sua verdadeira natureza: livre de tudo o que é mau. Deus manifesta-se em cada um de nós. Não se prenda ao passado, mas viva seu dia o melhor que puder, estando pronto todos os dias para encontrar a paz. Você não fracassou. Este é o primeiro dia da sua vitória.

carlosumdoistres disse...

Rone,
Esperamos que você esteja já comemorando suas primeiras vitórias. Faz três semanas que você nos deu seu testemunho, estamos torcendo por você, esperando que o conteúdo deste blog o ajude a experienciar sua cura interior e libertação.